08/02/2018

Como reduzir custos de comércio exterior em períodos de crise?

Reduzir custos de comércio exterior é uma forma eficaz de manter o negócio. Afinal, em períodos de crise econômica, empresas que atuam no cenário internacional são diretamente afetadas. Mas como diminuir os gastos sem perder eficiência nas operações?

Despacho aduaneiro: como reduzir custos

Algumas medidas são capazes de reduzir custos sem comprometer a qualidade do negócio. Elas vão desde a busca por novos mercados e parceiros à escolha da logística no transporte de mercadorias. Elencamos cinco dicas para você neste artigo. Confira!

Escolha a melhor logística

Os custos com logística têm peso sobre o orçamento que a empresa desembolsa todo mês. Além disso, ela influencia em gastos em etapas posteriores, como os tributos, por exemplo. Por isso, essa é a primeira operação sobre a qual você precisa lançar um olhar crítico.

Uma boa maneira de fazer isso é avaliar o sistema logístico da empresa com frequência. Isso ajuda a observar erros e acertos, facilitando o planejamento de novas operações relacionadas ao transporte de mercadorias.

Observe quais pontos podem ser trabalhados para que os recursos sejam aproveitados de forma mais eficiente. É importante ser flexível para adaptar a logística, analisando quais rotas e volumes de cargas podem ser alterados. Lançar mão de parceiros que priorizem o melhor custo-benefício na operação também é essencial.

Busque novos mercados

Novas oportunidades de atuação sempre são favoráveis em períodos de crise. Para buscar mercados com potencial, em primeiro lugar, você precisa conhecer o cenário internacional. Isso é fundamental no comércio exterior, uma vez que a importação e exportação têm seus custos baseados nas particularidades de cada país com o qual se está trabalhando.

Esse conhecimento será útil para que você reconheça bons compradores e fornecedores, assim como segmentos de atuação promissores e países mais vantajosos para o comércio exterior.

Não se esqueça de que, ao lado da busca por novos mercados, caminham as parcerias. Procure por parceiros com soluções tecnológicas para as operações e que fomentem novas oportunidades para o negócio. Para fazer isso, aposte em um bom planejamento.

Verifique os acordos internacionais

A partir do momento em que você conhece os acordos comerciais internacionais, torna-se mais fácil atuar no mercado de forma a aumentar os benefícios para a empresa. Isso porque o Brasil assina acordos vantajosos com diferentes países. Alguns são capazes de aumentar a competitividade dos produtos pelo mundo, outros tornam a balança comercial mais promissora, por exemplo.

Por isso, verifique os acordos internacionais dos quais o Brasil participa, a fim de fazer escolhas de operações mais vantajosas para a empresa.

Analise opções de trânsito aduaneiro

Outra medida para quem precisa reduzir custos operacionais é observar o trânsito aduaneiro. Zonas primárias requerem mais gastos com pontos de fronteira alfandegados e taxas portuárias e aeroportuárias.

Por isso, uma opção é verificar se o despacho de importação pode se beneficiar das zonas secundárias, compostas por armazéns de encomendas postais internacionais e portos secos.

Estude a legislação tributária

Analisar a legislação tributária das operações de exportação ou importação ajuda a reduzir custos. Isso porque, em casos específicos, o Governo disponibiliza incentivos fiscais para as empresas.  Em algumas condições, também é possível de restituição de valores de impostos referentes aos produtos comprados no Brasil, o que vale para quem trabalha com exportação.

Assim, conforme a legislação, o ideal é fazer escolhas inteligentes nas operações. Tudo de forma a utilizar os benefícios previstos na legislação tributária.

voltar