02/02/2018

4 maneiras de aumentar a competitividade da empresa

Aumentar a competitividade da empresa é essencial para angariar uma boa posição no mercado. E isso vale especialmente para os negócios que dependem, em grande medida, do cenário internacional. É o caso do segmento de comércio exterior.

Para que as medidas para desenvolver a competitividade sejam, de fato, eficientes, é preciso focar nas particularidades das operações envolvidas no comércio exterior.

Dicas para aumentar a competitividade

Desde a gestão de processos à análise dos acordos internacionais comerciais, algumas estratégias podem ajudar as empresas a se tornarem mais relevantes no mercado. Elencamos abaixo quatro dicas essenciais para manter a empresa em posição de destaque, em frente à concorrência.

1 – Faça um planejamento estratégico

Não é possível aumentar a competitividade sem ter uma visão clara das medidas a serem colocadas em prática. É por isso que o planejamento estratégico torna-se fundamental. Ele permite mapear ações que sirvam de alavanca para o negócio.

Por meio dele, é possível, por exemplo,  determinar adaptações nos processos operacionais da empresa e posicionamento no mercado. Tudo para que o negócio alcance maior destaque no mercado.

2 – Aposte na logística eficiente

A logística é um dos principais pontos do negócio. Isso porque dela depende a eficiência do negócio. Portanto, a escolha correta do despachante aduaneiro é fundamental. É essencial fazer uma relação de custo-benefício, conforme o tempo máximo em que a mercadoria deve ser transportada e os gastos envolvidos em cada tipo de transporte.

3 – Utilize softwares específicos para dados

Como todo o processo de despacho aduaneiro é baseado em dados, é importante utilizar softwares específicos para cruzar informações. Afinal, com um volume tão grande de material, o controle deve ser feito de forma mais automatizada possível.

Essa estratégia, no fim das contas, ajuda a aumentar a competitividade da empresa, ao mesmo tempo que reduz o tempo gasto pelo profissional para desempenhar as tarefas e as chances de erros.

4 – Analise os acordos comerciais

Entre os países, são feitos acordos internacionais para que o comércio de mercadorias possa beneficiar os dois lados – tanto para exportadores quanto para importadores. É possível, por exemplo, que as taxas de impostos sejam reduzidas ou até mesmo zeradas.

Por isso, a empresa sempre deve analisar os acordos comerciais para definir quais países podem render benefícios por meio do comércio. Enquanto importadores ganham com a redução de custos, exportadores têm maior inserção nesses mercados. A competitividade, com isso, aumenta.

E aí, gostou dessas dicas? Temos certeza de que, colocando-as em prática, fica muito mais fácil ter vantagem perante a concorrência.

voltar